Filipe Lopes

Sem Título

Escola Superior de Educação | Instituto Politécnico do Porto
Rua Dr. Roberto Frias, n.º 602
4200-465 Porto
Email: filipelopes@ese.ipp.pt

Tel: (+351) 22 507 33 83

Filipe Lopes nasceu em 1981, no Porto. Em 2003 licenciou-se em Educação Musical pela Escola Superior de Educação do Porto (ESEP). Em 2007 completou o bacharelato em Composição pela Escola Superior de Música e Artes do Espectáculo do Porto (ESMAE), criando laços fortes com a música electroacústica e novas tecnologias. Em 2006 venceu o prémio Melhor Áudio Experimental no Festival Black&White, promovido pela Universidade Católica do Porto, e em 2007 foi compositor residente na Miso Music Portugal (LEC). Em 2009 finaliza o mestrado pelo Instituto de Sonologia, em Haia, onde desenvolveu “Õdaiko”, um software de geração de partituras em tempo real. Leccionou música electrónica na ESMAE entre 2009 e 2011, onde também fundou o ensemble 343. Foi curador do projecto Digitópia, na Casa da Música, de Setembro de 2010 a Agosto de 2012, onde já desenvolvia actividade regular desde 2007 como colaborar, criador de workshops, performer, bem como criando software dedicado à educação musical. Tem desenvolvido trabalho na área da composição de música electroacústica e instalações multimédia, quer no âmbito do cinema, teatro ou video-instalação. Em 2011 recebeu uma bolsa de doutoramento pela Fundação para a Ciência e Tecnologia, ao abrigo do programa UT-Austin Portugal. Em 2012, foi um dos vencedores do prémio Cri.D.A. organizado por Guimarães Capital Europeia da Cultura. Em 2013 vence o prémio europeu ECPNM para obras de música electrónica em tempo real, com uma peça onde usa o software que desenvolveu: Do Desenho e do Som. Em 2016 concluiu o doutoramento em Média-Digitais, pela Universidade do Porto, sob o tema “Composição Musical com o Espaço”. Actualmente, além do trabalho criativo e pedagógico que combina música e novas tecnologias, é professor convidado na Universidade de Aveiro e na ESEP, investigador integrado no INET-Md e responsável pelo projecto educativo da Orquestra Jazz de Matosinhos.

CV Filipe Lopes


Filipe Lopes was born in 1981, in Porto. In 2003 he graduated in Music Education at the School of Education (ESEP) of the Polytechnic Institute of Porto. In 2007 he completed a bachelor degree in Composition at the School of Music and Performing Arts (ESMAE) of the Polytechnic Institute of Porto, where he nurtured strong bonds with electroacoustic music and new media. In 2006 he won the prize Best Experimental Audio at the Festival Black&White, hosted by the Porto Centre of the Catholic University of Portugal. In 2007 he was awarded an artistic residency at Miso Music Portugal (LEC). In 2009 he finished his master’s degree at the Institute of Sonology, in the Hague, where he developed Õdaiko, a software to generate scores in real time. He taught electroacoustic music at ESMAE between 2009 and 2011, where he also created the ensemble 343. From September 2010 till August 2012 he curated the project Digitópia, at Casa da Música, where he was already developing intensive work (e.g. workshops, performance, software) since 2007. He has been composing electroacoustic music, conceiving sound installations and creating musical compositions for cinema, theatre and video-art installations. In 2011, he was awarded a PhD scholarship by Fundação para a Ciência e a Tecnologia, under the program UT-Austin Portugal. In 2012, his work Numa Sala com Cortiça e Som was nominated to be exhibited at the Cri.D.A. competition, organized by Guimarães European Culture Capital. In 2013, his musical composition Do Desenho e do Som #3 won the European Prize ECPNM for Live Electronic Music and was performed using “Do Desenho e do Som”, a software conceived and developed by him. In 2016, he concluded his PhD in Digital Media at the Faculty of Engineering of the University of Porto (FEUP), researching about “Composing music with the space”. Currently, besides his creative and pedagogical work that combines music and new technologies, he his teaching at the University of Aveiro and ESEP, he his a fellow researcher at the INET-Md and he his the head of education for the educative project of Orquestra Jazz de Matosinhos.

Anúncios